segunda-feira, 31 de março de 2008

Feira Lisboa Alternativa 2008


A Feira Lisboa Alternativa decorreu do dia 28 a 30 de Março, na Cordoaria Nacional, para promover modos de vida saudáveis, educação ambiental e protecção da biodiversidade...não só destinada aos adeptos da vida natural e saudável, mas também aos simpatizantes e curiosos que quiseram aprofundar um pouco mais estes temas.
Esta é a feira de referência nesta área em Portugal, em que foi possível assistir a workshops de culinária vegetariana, educação ambiental para crianças, sessão do riso, Reiki, entre outros. Além disso serão organizadas várias palestras, incluindo aquelas dedicadas à alimentação natural, bioconstrução e meditação.
Pareceu-nos de louvar esta promoção da ideia de que vivemos numa sociedade que depende da qualidade e da atitude de cada cidadão, quer individualmente, quer em sociedade, essencialmente pelo papel integrante dado (e bem!) à alimentação.


Foi, no fundo, uma forma alternativa de comunicar nutrição!

quarta-feira, 26 de março de 2008

"Os 7 pecados de uma dieta"

As dietas têm de ser feitas com muito cuidado, geralmente são cometidos vários erros.



Aqui fica um vídeo com 7 pecados de uma dieta




terça-feira, 25 de março de 2008

"À Mesa com Crianças"

Porque num ou noutro momento, certamente que cada um de nós já lidou com uma birra de um irmão/primo/amigo mais pequenito, um "não" àquela verdura que o papá ou a mamã insistem vezes sem conta para que o menino coma... mas quase sempre sem frutos! Deste modo, numa prateleira de um hipermercado, chamou-me à atenção este livro. Primeiro pelo seu título, e depois pelo que encontrei ao folhear algumas páginas...

Trata-se de um livro de receitas, mas não é um livro apenas com receitas, pois ensina a “servir” as refeições aqui sugeridas, de diferentes texturas, aspectos e aromas, com “acompanhamentos” lúdicos e didácticos.

Além de receitas nutritivas e variadas, encontram-se nestas páginas adivinhas para despertar a criatividade e ampliar os conhecimentos; brinquedos versáteis, simples e bem económicos, para brincar depois da refeição; dicas para desenvolver a compreensão e estimular o relacionamento saudável e as atitudes correctas; histórias para ajudar na hora de ir para a mesa e lengalengas para estimular a dicção e a memória.


Pareceu-me então reunir um conjunto de factores de interesse no âmbito da nutrição...uma boa ajuda para incutir os bons hábitos alimentares desde cedo, tornando as refeições dos mais pequenos mais animadas e divertidas, para miúdos e graúdos.

sábado, 22 de março de 2008

Educar a arte de saborear!

As crianças francesas aprendem a usar o seu sentido do gosto ainda na escola. Parte do seu programa está relacionado com a descrição do gosto do salgado, do amargo, do doce e do azedo, seguido de exercícios em que as texturas dos alimentos são exploradas. Finalmente, as crianças aprendem a descrever misturas de sabores e texturas em alimentos específicos. Os Franceses acreditam que, como um belo quadro ou uma peça de música clássica, a arte de um cozinheiro e a qualidade de uma refeição só podem ser totalmente apreciadas depois do paladar ter sido educado.
E em Portugal? Não teria toda a lógica ser parte integrante do nosso programa escolar uma vertente de qualidade alimentar? Pensamos que sim! Cada vez mais a obesidade infantil é grande motivo de preocupação e, para além disto, acaba também por ser cativante para elas entender o porquê de associações entre determinadas ocasiões e determinados sabores, como o comum ovo de chocolate em época de Páscoa, por exemplo. Mais que tudo, é importante que desde cedo as crianças percebam qual a importância de uma alimentação saudável, para virem a adoptá-la o mais cedo possível.

Medicamentos da despensa

Os beneficios da vitamina C dos citrinos são do nosso conhecimento. Mas existem muitos outros remédios menos conhecidos, mas igualmente eficazes contra perturbações comuns. Vamos mensionar apenas alguns de muitos existentes.


DOR DE CABEÇA


GENGIBRE - Além de ferro e potássio, contém uma substância, o gingerol, cujo efeito é semelhante ao de fármacos como a aspirina, uma vez que é analgésico. É também anti-inflamatório e anti-pirético, controla a tensão arterial e é um tónico para o estômago, dado que reduz as náuseas e as ressacas.



SISTEMA IMUNITÁRIO ENFRAQUECIDO

AMORAS E PAPAIA - As amoras são excelentes nutrientes, baixas em açúcar e grandes fornecedoras de antioxidantes, o que contribui para o reforço do sistema imunitário. A papaia é outro alimento a ter em conta, devido ao seu elevado conteúdo em vitaminas A e C. Com efeito, segundo estudos recentes, apenas meia papaia fornece 150% das necessidades diárias de vitamina C.


IRRITABILIDADE

NOZES - As nozes são reguladoras do chamado colesterol "mau", e possuem vitaminas do tipo B6, que podem exercer um excelente efeito modulador do estado anímico. E, devido ao seu efeito calmante, as vitaminas deste grupo são as melhores aliadas do combate ao stress.



RUGAS

TOMATE E CENOURA - Ambos os alimentos são poderosos antioxidantes. A cenoura é rica em betacarotenos, enquanto que o licopeno do tomate é útil para atenuar a acção dos radicais livres.


PELE SECA
OVOS - São uma excelente fonte de proteínas e de vitaminas B12 e D, contendo ainda selénio, um mineral que reforça a camada hidrolipídica, devolvendo à epiderme o sebo perdido e evitando que a pele seque e descame.

quarta-feira, 19 de março de 2008

Forma ideal? Será?


A moda geralmente apresenta modelos muito delgadas. Dizem os estilistas que as roupas assentam melhor nelas! Surgem então muitas mulheres que consideram valer a pena imitar essa magreza e, ao tentarem obter o corpo "ideal", tratam a comida como uma inimiga!





Não vamos aprofundar novamente o tema e referir situações de anorexia ou bulimia, deixamos apenas a dica:

"A comida, sob a forma de regime equilibrado, é a melhor amiga do seu corpo"

sábado, 15 de março de 2008

LIÇÕES DE FRUTA E LEGUMES





Após a introdução de fruta e legumes como opção nos menus escolares, as crianças do Ensino Primário começaram a consumi-los com maior frequência. Este foi o resultado de um inquérito feito em três escolas de Los Angeles, nos Estados Unidos, em zonas de baixos rendimentos económicos.

Foram entrevistadas 337 crianças entre os 7 e os 11 anos antes, (em 1998) e depois (em 2000) da criação de um “bar de saladas” na cantina, onde disponibilizaram seis opções de frutas e vegetais frescos e cortados. Antes do “bar de saladas”, as crianças ingeriam, em média, cerca de 3 porções de fruta ou legumes por dia. Após a iniciativa, verificou-se um aumento de 84% no consumo destes produtos ao almoço.
Com esta alteração, baixaram os níveis de colesterol, gordura saturada, gordura total e calorias. As crianças começaram a ingerir, em média, menos 200 calorias por dia. Em 2005,
analisaram-se ementas de 198 escolas também em Portugal (PROTESTE 261, Setembro de 2005) e conclui-se que muitas abusam da carne, dos fritos e doces.

Numa altura em que a obesidade nas crianças e adolescentes não para de aumentar, é boa ideia importar a ideia dos “bares de saladas” para as nossas escolas.


[PUBLIC HEALTH NUTRITION, Dezembro 2007]

sexta-feira, 14 de março de 2008

«Consumidor protegido»





Hoje deparei-me com uma noticia no "Jornal da Noite", em que referia uma operação da ASAE denominada de "Consumidor Protegido".



Para assinalar o Dia Mundial do Consumidor (15 de Março), a ASAE realizou uma operação de grande envergadura, durante a qual inspeccionou 101 padarias, 565 viaturas de transporte de produtos alimentares e 585 serviços, desde clínicas a cabeleireiros, num total de 1.313 operadores, fiscalizados por 285 pessoas. Em conferência de imprensa, o presidente da entidade, António Nunes, anunciou a detenção de duas pessoas, por especulação de preços, o encerramento de 15 padarias, a instauração de um processo-crime e de 240 processos de contra-ordenação para uma taxa de incumprimento de mais de 18 por cento. Foram apreendidas cerca de cinco toneladas de alimentos!



A ASAE contabilizou ainda apreensões no valor de mais de 146 mil euros em 71 localidades.

O ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, esteve presente no balanço da operação e salientou a importância da defesa e protecção do consumidor. "A ASAE é a melhor prova de que não é verdade que em Portugal nada funciona. Em pouco mais de um ano os portugueses sentem-se protegidos pela ASAE", afirmou Manuel Pinho.

Na sequência desta notícia achei interessante colocar neste blog uma votação respeitante à vossa opinião acerca da acção da ASAE. Não deixem de dar o vosso ponto de vista!

O chocolate é afrodisíaco e vicia? Parece que o chocolate, assim como o café e o chá, possui uma capacidade incomum para interagir com a química cerebral.

Uma equipa de cientistas da Universidade de Michigan, descobriu que, bloqueando quimicamente receptores opióides no cérebro, era capaz de diminuir pela metade o consumo de chocolate em comedores compulsivos. As suas conclusões indicam que "os opióides estão implicados no desejo intenso por alimentos ricos em açúcar e gorduras, particularmente chocolates". Os pesquisadores também descobriram que o chocolate - assim como a cafeína - estimula a produção de um produto químico chamado feniletilamina. Esta substância tem sido associada há algum tempo ao "sentir-se apaixonado". É provável que explicação da sensação de extremo bem-estar ao devorarmos uma caixa de bombons passe por este caminho.
O chocolate contém nutrientes essenciais para a energia, bom humor e prevenção da insónia. Alguns destes nutrientes estão ausentes em boa parte da dieta e os cientistas acreditam que o chocolate seja a sua principal fonte.


Comer vegetais folhosos verdes, como brócolos, é uma boa maneira de evitar o desejo intenso por chocolate, pois substitui algumas das substâncias que produzem o "vício".


Estamos sempre a aprender! :)

quinta-feira, 13 de março de 2008

Anorexia e Bulimia

A anorexia e a bulimia são patologias que afectam muitos jovens de hoje em dia, principalmente raparigas. É necessário estar atento ao comportamentos dos jovens no que refere à sua alimentação, para evitar estes distúrbios alimentares.
Aqui fica um vídeo que explica de forma sucinta estas duas patologias.


" 5 razões para preferir gelados"






Os gelados encerram um importante valor nutricional, que os transforma numa alternativa estupenda para sobremesas e lanches. Existem 5 razões para desfrutar deles sem medos.


NÃO ENGORDAM ASSIM TANTO

A má fama dos gelados, no que diz respeito ao risco de fazer engordar, não é justificada, uma vez que 100g de gelado de base láctea correspondem a apenas 5 a 12% da quantidade diária de energia necessária.

ALIADOS AO ORGANISMO FEMININO

Ajudam a aliviar a síndroma pré-menstrual da mulher. Podem aliviar o inchaço, as alterações de ânimo e outros sintomas tipicos desta síndroma.

EFICAZES CONTRA CERTAS PATOLOGIAS

A relação directa entre os niveis adequados de cálcio e a prevenção da osteoporose faz dos gelados um alimento imprescindível nas dietas destinadas a prevenir esta doença. Por outro lado, a ausência de gorduras no sorvetes torna-os indicados para pessoas com níveis de colesterol elevados.

BONS RECONSTITUINTES

O mito de que os gelados tiram o apetite, é falso. Antes pelo contrário, o frio estimula as papilas gustativas da língua e os açúcares produzem, em poucos minutos, a estimulação do pancrêas, para segregar insulina, aumentando a sensação de fome. Daí que o gelado seja um alimento muito recomendável para convalescentes ou inapetentes.

IDEAIS PARA OS MAIS PEQUENOS

Estima-se que, com 110g de gelados, cobrem-se as necessidades totais de aminoácidos das crianças. Por outro lado, tendo em conta que as proteínas dos gelados são exclusivamente de origem láctea (de boa qualidade nutricional), são também uma boa opção para fornecer uma parte significativa da quantidade deste nutriente necessário às crianças.







POR ESTAS RAZÕES DESFRUTE DOS GELADOS SEM MEDOS













terça-feira, 11 de março de 2008

Frutoterapia...

É verdade sim, nos dias de hoje as propriedades terapêuticas da fruta são muito referenciadas, embora na maior parte das vezes nem se saiba que esta é considerada Ciência desde 1992… Motivou-nos este tema, e reunimos alguma informação que sintetizamos em tópicos e num vídeo resumo. Sugerimos que vejam!

  • Neste tipo de terapia pratica-se uma dieta alimentar que permite a prevenção e o tratamento de doenças através da ingestão de fruta. Este tipo de alimentação tem um efeito desintoxicante e purificante do organismo. Tal como o nome indica, a Frutoterapia é uma técnica terapêutica baseada, apenas, no consumo de fruta, seja na forma de sumo ou não.

  • O primeiro passo, como em qualquer outro tratamento, é saber se a pessoa a quem se pretende fazer o tratamento é alérgica a alguma fruta em especial. Com base neste resultado, definem-se os frutos e porções a utilizar e a partir daí inicia-se o tratamento com a Frutoterapia. Muitas vezes opta-se pela ingestão da fruta em sumo, pois a absorção é mais rápida.
video
  • Para o pequeno-almoço recomendam-se frutos ácidos: a laranja, a tangerina, a toranja, o abacaxi, o quivi, a uva e o maracujá. Estes fornecem a maior parte da dose diária de vitamina C. São uma excelente fonte de vitaminas, minerais, fibras e hidratos de carbono. Protegem o organismo de infecções e as membranas e a pele branca funcionam como antioxidantes.

  • Para a noite indicam-se os frutos doces: o mamão, a maçã, a pêra, a banana...por ajudarem o organismo a libertar as substâncias negativas ingeridas e produzidas durante o dia. Não ingira frutos cítricos à noite, pois podem prejudicar o fígado.

Intolerâncias Alimentares...porque nem todas as pessoas são iguais!

Em primeiro lugar há que distinguir intolerância de alergia...

Alergia é uma resposta do sistema imunológico a algum componente do alimento. Alguns sintomas traduzem-se em inchaço dos lábios ou da língua, urticárias ou mesmo asma.
Intolerância é uma reacção adversa que envolve a digestão ou o metabolismo, mas não o sistema imunológico. Os sintomas são similares aos da alergia.

Apresento dois exemplos de intolerâncias alimentares muito conhecidas...


Intolerância à Lactose


A Lactose é o hidrato de carbono, mais conhecido por "açúcar natural do leite", constituída por duas unidades: a glicose e a galactose.


A intolerância é a incapacidade de digerir a lactose, devido à deficiência ou ausência da lactase (enzima que metaboliza a lactose e que possibilita a decomposição do açúcar do leite). Com essa deficiência a lactose não digerida chega ao intestino grosso, onde é fermentada por bactérias, produzindo ácido láctico, gases e um mal-estar generalizado.


Atenção!
Ao eliminarem-se os lacticínios da alimentação, pode-se provocar uma deficiência de cálcio no organismo, o que deve ser compensada com outros produtos alimentares como: bróculos, espinafres, couves, alho francês, feijão, grão, soja, lentilhas, frutos secos...


Escolhas alternativas

Leite de soja, tofu, queijo de soja, natas de soja, iogurtes de soja, entre outros...

Intolerância ao glúten

Esta intolerância é chamada de doença celíaca. O glúten é um conjunto de proteínas insolúveis que se encontram em diversos cereais. Pode estar presente num alimento como ingrediente básico ou pode ser adicionado aquando do processamento do alimento.


Nas pessoas com esta intolerância, o glúten provoca danos na mucosa do intestino delgado, impedindo uma digestão normal.

Atenção!

É fundamental adquirir o hábito de ler os rótulos nutricionais de produtos transformados e aprender a consultar a lista de ingredientes para averiguação da presença de algum cereal não permitido.

Sorria!

Apesar das muitas limitações, o doente celíaco consegue ter uma boa qualidade de vida, se eliminar por completo o glúten da sua alimentação, pois o intestino volta a funcionar com normalidade.



Hoje em dia já há várias receitas para estas pessoas com intolerâncias alimentares, onde os componentes intolerados são substituídos.

Acima de tudo que saber lidar com a diferença e tirar partido de uma boa qualidade de vida...
















quarta-feira, 5 de março de 2008

O sabor no combate ao mau humor...

O nosso quotidiano traz consigo, muitas vezes (bem mais que as desejadas, certamente!)... o nervosismo, a ansiedade e o cansaço. O conhecimento (e descontentamento) deste facto, aliados à curiosidade da investigação, trouxe até às páginas de uma revista que folheava há uns dias atrás, uma lista de alguns alimentos que têm o poder de estimular o funcionamento do sistema nervoso, acabar com a irritação e espantar a tristeza:



ALFACE: Óptima para amenizar a irritação. O talo tem lactucina, substância que funciona como calmante. Além disso, é rica em fosfato. A falta deste elemento no organismo causa depressão, confusão mental e cansaço.




BANANA: Este fruto diminui a ansiedade e ajuda a garantir um sono tranquilo. Tem estas virtudes por ser rica em carboidratos, potássio, magnésio e biotina. A banana também dá vitalidade porque possui vitamina B6, que produz energia.




MEL: Estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável
pela sensação de prazer e bem-estar.



FRUTOS DO MAR: Quer acabar com a tristeza? Use e abuse das delícias que vem do mar. Têm zinco e selênio que agem no cérebro, diminuindo o cansaço e a ansiedade. Também são boas fontes de proteína e gordura saudável (Omega 3), essencial para o bom funcionamento do coração.



LARANJA: Rica em vitamina C, cálcio e vitaminas do complexo B, a laranja ajuda o sistema nervoso a trabalhar adequadamente. O cálcio, presente na sua composição, é relaxante muscular e combate o stress. É também um fruto energético, hidratante e previne a fadiga.



OVOS: Os nutrientes dos ovos que garantem o bom humor são a tiamina e a niacina (vitaminas o complexo B), ácido fólico e acetilcolina. A carência deles pode causar apatia, ansiedade e até perda de memória.





UVAS: Este fruto tem uma boa dose de vitaminas do complexo B, que auxiliam o funcionamento do sistema nervoso. A vitamina C e os flavonsides da uva são antioxidantes, que retardam o envelhecimento da pele e ajudam a combater o colesterol. Além disso, é energética.




O fim do mau humor está (afinal) ao nosso alcance*








terça-feira, 4 de março de 2008

Os Dez Mandamentos...da Alimentação Saudável


Aqui estão algumas regras básicas, para conseguirmos ter uma alimentação equilibrada:

1 - Beber muita água (cerca de 2 litros), começando em jejum e ao longo de todo o dia, de preferência no intervalo das refeições.

2 - Nunca "encher" demasiado o estômago, optando por pequenas refeições, várias vezes ao dia.

3 - Eliminar o açúcar que é adicionado às bebidas e evitar o consumo de sumos, refrigerantes e bebidas alcoólicas.

4 - Reduzir para metade as quantidades habituais de batata, arroz, massa e leguminosas.

5 - Reforçar sempre as refeições principais com quantidades generosas de salada crua ou legumes cozidos.

6 - Guardar o pão e fruta para comer nos intervalos das refeições principais.

7 - Cozinhar de forma simples, à base de cozidos, grelhados ou estufados sem gordura.

8 - Ingerir diariamente um produto lácteo magro (leite/iogurte/queijo).

9 - Preferir o azeite a qualquer tipo de gordura.

10 - Comer mais vezes peixe do que carne e reduzir a quantidade habitual destes alimentos, podendo substituí-los, 1 a 2 vezes por semana, por ovos confeccionados sem gordura.


Estes "Mandamentos" foram colocados de forma aleatória e não por ordem de importância. Foram feitos pela Dra. Maria Fernanda Fogaça (Nutricionista).


Será que conseguimos ser "discípulos diários" destas 10 regras? Não custa tentar...